O que esperar de “The last of us: part II”?

Todo gamer tem aqueles jogos que, de algum modo, marcaram a sua vida. Seja por conta da sensação de nostalgia, pelos gráficos ou enredo, que criam uma conexão muito forte com seus personagens e respectivos mundos.
Quem não suspira ao ouvir os sons de “Mario World” ou Sonic? Quem não reconhece as músicas de “Tony Hawk’s pro skater”? Quem não sentia frio na espinha se escondendo e correndo de zumbis em “Resident Evil”?
E quando a ligação é sentimental? Quando a perda de um personagem te faz sentir a mesma dor do protagonista do jogo? Quando os trejeitos dos personagens te cativam a ponto de você esquecer que eles são apenas parte de jogos de videogame? Pois é nisso que “The last of us” acertou em cheio, arrebatando milhões de fãs por todo o mundo, trazendo Joel e Ellie para dentro de nossas casas como se fossem parte da família, nos fazendo rir e chorar junto com eles.
Nessa matéria, pontuaremos (e especularemos) o que podemos esperar do mais novo game da Naughty Dog.

Protagonismo

No primeiro jogo da franquia, vemos como tudo começou, nos é apresentado Joel de um modo bem rápido, e Sarah, sua filha.

Começamos controlando Sarah, vendo o começo dos eventos que levaram ao apocalipse, temos na visão dela o medo de não fazer ideia do que está acontecendo e juntamente, vemos a preocupação de Joel em manter a sua filha a salvo, e seu desespero e espanto por também não conseguir se situar sobre tais acontecimentos.
Por mais que Joel se esforce, ele acaba perdendo Sarah, e por uma narrativa muito bem amarrada e relações muito bem construídas conseguimos tanto sentir a perda de Sarah como a dor de Joel, que trás a tônica para todo o jogo e se espelha em suas atitudes durante toda a gameplay.

No segundo jogo da franquia vemos Ellie com forte protagonismo depois de ser salva por Joel dos vagalumes no primeiro jogo, passando por poucas e boas amadureceu para uma personagem que se mostra extremamente forte e durona, até no primeiro jogo quando podemos jogar somente com ela, percebemos o quão grande é o potencial da personagem, e o quão “badass” ela pode ser.
Ellie, pelo que podemos ver nos trailers, acaba perdendo alguém (tudo indica que seja a sua namorada, Dina), o que serve de gatilho para uma vingança. Assim como Sarah, creio que a Naughty Dog tenha tido o cuidado de apresentar bem Dina, para que tenhamos a mesma sensação de perda que tivemos no primeiro jogo, o que seria o estopim para a campanha do segundo.

Ambientação

No primeiro jogo da série, vemos a sociedade se colapsar, algo que se espera em um apocalipse.

Logo que Sarah morre damos um salto no tempo e vemos Joel mais velho, lidando com a perda de sua filha e a sua própria sobrevivência. As grandes cidades estão em ruínas, devastadas por bombas e sendo engolidas pela vida selvagem e a própria natureza (assim como foi retratado no filme “Eu sou a lenda”).
O gameplay nos dá a ligeira impressão de mundo aberto, por mais que ele não seja, mapas com muita profundidade e grandeza que por mais que não possam ser explorados a fundo, deixam o jogo extremamente bonito, e não nos dá a impressão de simplesmente seguirmos uma única trilha já definida, o que em outros jogos pode se tornar chato e previsível.

No segundo jogo, pelo que podemos esperar vendo as gameplays, será um mundo “semi aberto”, assim como outro game da Naughty Dog, “Uncharted 4”. Creio que poderemos explorar parte desse mundo, assim como interagir com NPC’s (seria legal se as interações com NPC’s nos liberassem missões secundárias, assim como Red Dead Redemption).
Graficamente, o primeiro jogo, que chegou no final de vida do PS3, levou o console a mostrar todo o seu potencial, com lindos gráficos para a época (não muito diferente de sua versão para ps4, que teve melhoras sutis em texturas, iluminação e performance).
O segundo, teoricamente também chega no final de vida do PS4 (rumores apontam que o PS5 será lançado no fim de 2020), e, igualmente como vimos no primeiro jogo mostrará todo o potencial de desempenho do console.

Vimos ambientações com neve, lugares fechados com pouca iluminação, muitas partículas e poeira, em ambientes ricos em detalhes.

Multiplayer

No primeiro game, havia um modo online chamado facções, o que rendeu muita jogatina para os fãs da série, mesmo depois de zerar o single player.
No segundo jogo, a Naughty Dog, através da diretora de Game Design Emilia Schatz se pronunciou dizendo que o jogo não terá modo multiplayer, o que pegou toda a comunidade de surpresa.
Segundo Emilia: “Estamos nos concentrando em uma experiência para um jogador, então estamos apenas criando um jogo para um jogador”.
Provavelmente o modo multiplayer será introduzido futuramente em uma DLC, já que o apelo dos jogadores sobre este modo de jogo foi muito forte, e também ajudaria na longevidade do título, atraindo sempre novos jogadores independente de quanto tempo o game tenha sido lançado.

Considerações finais

“The last of us” carrega consigo um peso gigantesco nas costas, diferentemente do primeiro jogo onde não teve nenhuma hype de lançamento e onde ele era simplesmente uma aposta da Naughty Dog para fugir um pouco do estilo “Uncharted”, hoje ele é considerado por muitos, inclusive da mídia especializada, um dos melhores jogos da história.
A Naughty Dog já nos provou o seu potencial em trazer personagens carismáticos, ambientações magníficas e enredos fantásticos, agora basta saber se “The last of us: Part II” se apoiará somente no sucesso do seu antecessor, ou se ele entrará na história como mais uma obra prima.

A hype bate forte.

Escrito por Luciano Serrano

Gamer desde a mais tenra idade, começou a sua jornada no Genicon 8 bits. Hoje em dia concilia sua paixão em games com a paixão de escrever, sendo colaborador em diversos sites, blogs e paginas de cultura nerd e geek.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: