Tio Phil revela processador da Xbox Series X.

Phil Spencer, o chefe da divisão Xbox, começou 2020 ao alterar a sua imagem de perfil no Twitter.

Porque é que a troca de imagem de perfil de Phil Spencer é tão interessante? É muito simples. A nova imagem de perfil de Phil Spencer mostra o processador da Xbox Series X, a consola da próxima geração da Microsoft.

Esta é, de fato, a primeira imagem do processador da console. À esquerda o processador tem escrito “8K”; à direita está escrito “Project Scarlett” (o nome de código da Xbox Series X).

O processador da Xbox Series X foi personalizado pela AMD usando as mais recentes arquitecturas Zen 2 e RDNA. A Microsoft afirma que o console tem um poder computacional de 12 Teraflops, memória GDDR6 e discos SSD NVMe para reduzir drasticamente os loadings.

Xbox Series X – Lançamento e Preço

O plano da Microsoft continua a ser lançar a Xbox Series X (previamente conhecida apenas como Project Scarlett) no Natal de 2020. Ainda não existe uma data de lançamento concreta anunciada, mas recordem-se que a Xbox One foi lançada em Novembro de 2013 (esta é a data mais provável para o lançamento de uma console, aproveitando assim a época de Natal para potenciar as vendas). O preço ainda não foi revelado, mas a especulação aponta que a Xbox Series X custe 499 euros, afinal, foi este o preço de lançamento da Xbox One X.

A Xbox Series X tem um poder computacional de 12 Teraflops – para colocar este valor em perspectiva, é o dobro do Xbox One X e oito vezes mais do que um Xbox One normal. O processador foi personalizado pela AMD usando as mais recentes arquitecturas Zen 2 e RDNA. A Microsoft promete que a Xbox Series X será o seu “console mais rápido, mais poderoso e estabelecer um novo padrão para desempenho, velocidade e compatibilidade”. O console tem também memória GDDR6 e discos SSD NVMe para reduzir drasticamente os loadings.

De um ponto de vista técnico, a Microsoft diz que a Xbox Series X será capaz de entregar uma excelente qualidade visual a 4K e 60 FPS, com a possibilidade de alcançar 120 FPS. Há ainda suporte para Variable Refresh Rate (VRR) – o que aumenta a fluidez da imagem – e capacidade para 8K. A Microsoft diz ainda que o design industrial da consola permite “entrar quatro vezes o poder de processamento da Xbox One X”.

Jogos do Xbox Series X

Até agora estão confirmados oficialmente dois jogos para a Xbox Series X: Halo Infinite, que será título de lançamento, e Senua’s Saga: Hellblade II, que foi apresentado durante os The Game Awards 2019. Fora isto, a Microsoft acrescenta que “os criadores de jogos de todo o globo já estão trabalhando arduamente em conteúdo para a Xbox Series X e os nossos 15 Xbox Game Studios estão a desenvolver o maior e mais criativo e diverso alinhamento de exclusivos Xbox na nossa história”.

A Xbox Series X continua a filosofia de retrocompatibilidade da Microsoft iniciada com a Xbox One, ou seja, todos os títulos lançamentos nas gerações anteriores serão retro-compatíveis com a Xbox Series X. Isto significa que terás acesso a toda a tua coleção de jogos no novo console da Microsoft. Além disto, o serviço Xbox Game Pass continuará a estar disponível. Se fores subscritor, terás acesso a uma coleção com mais de 100 jogos logo no lançamento da Xbox Series X.

O novo comando Wireless do Xbox Serie X

Um novo Xbox Wireless Controller será lançado com o novo console da Microsoft. À primeira vista o comando é muito parecido com o atual, mas a Microsoft disse que “o seu tamanho e forma foram refinados para acomodar um leque ainda maior de pessoas”. Outra novidade é a adição de um botão de compartilhamento para permitir a captura de imagens e clips de gameplay muito mais facilmente. O D-Pad deste novo comando é derivado o Xbox Elite Series 2. O novo Xbox Wireless Controller será compatível com Windows 10 PCs, a Xbox One e estará incluído em todas as Xbox Series X.

Funcionalidades

O Xbox Series X vai manter todas as funcionalidades do Xbox One, incluindo retrocompatibilidade com os jogos de gerações anteriores, suporte para monitores e televisões com Variable Refresh Rate (VRR). A Microsoft também faz referência à sua tecnologia patenteada Variable Rate Shading (VRS), que “vai permitir aos produtores extrair ainda mais do GPU da Xbox Series X”. O console terá igualmente um modo automático de baixa latência e a funcionalidade de Dynamic Latendy Input para responder aos comandos do jogador o mais rápido possível.

Por último, “o Xbox Series X também foi desenhado para um futuro na Cloud, com capacidades únicas embutidas no hardware e software que facilitam o máximo possível trazer grandes jogos para o console e ainda Ray Tracing acelerado por hardware.

Escrito por mayckonfleshbonez

Mayckon é gamer desde os tempos do Atari,passou sua vida lendo Ação gamers e se descobrindo no universo dos jogos,passou pela geração do SNES,DreamCast,Xbox360,Playstation 1,2,3 e recentemente o 4,como produtor cultural se desenvolveu nas áreas de vídeo edição e Designer, possui um Blog voltado para danças(StreetDance)onde se desenvolveu através da media informativa e junto com a equipe NaçãoPs4Brasil se dispõe a trazer conteúdos neste radical mundo dos Gamers.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: